sábado, junho 17, 2017

Eu estou totalmente perdido no supermercado


Escolhi Lost in the Supermarket, do The Clash, para tocar quando fiquei chapado no supermercado. Punk rock diretamente dos fones de ouvido para o meu cérebro. Caminhei entre as seções atento as cores, os cheiros e os formatos das embalagens como em Fake Plastic Trees, certamente mais excitado do que Thom Yorke.

As garotas, em  justíssimos vestidos pretos, seguidas por garotões trajando camisas de botões e bonés se pareciam  com personagens da MTV. Peguei um chocolate e segui para o caixa.

As filas demoradas não me incomodavam. 1979, música dos Smashing Pumpinks – que também me vinha a mente já que o videoclipe se passava num supermercado - nunca fez tanto sentido quando assisti um rapaz arrancar, violentamente, o produto que acabara de comprar, das mãos da caixa. Ninguém fez nada. Eu não fiz nada. A funcionária retornou mecanicamente para a máquina registradora, como se aquela cena fosse comum em seu trabalho. Os amigos que acompanhavam o jovem agressor começaram a rir. Double cross the vacant and bored*Não houve um gesto de indignação ao redor. Digo a mim mesmo que estou muito chapado para agir. Sou a porra dum covarde. Não me sinto tão diferente das outras pessoas.

Paguei.
Embolsei o troco.

Apaguei as luzes ao entrar no elevador. Encarei a escuridão fatiada por brevíssimos fachos de luz dourados que anunciavam mais um andar. Em casa, me livrei das roupas rapidamente. Me senti dormente, mais quente e ágil. Troquei mensagens de texto com a minha namorada.

Me lancei na cama e selecionei Pink Floyd, no Spotify. Encaixei os fones de ouvido e fechei os olhos a fim de curtir o resto da trip. Home, home again / I like to be here when I can / When I come home cold and tired**...


 ______________________

* 1979, da banda americana Smashing Pumpkins. Originalmente, no disco Mellon Collie and the Infinite Sadness (1995).
* Time, da banda britânica Pink Floyd. Originalmente, no disco The Dark Side Of The Moon (1973).